top of page

Ministério do Empreendedorismo: Impulsionando o setor de franquias e microempresas

No dia 16 de janeiro, o Governo Federal formalizou a criação do Ministério do Empreendedorismo, da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte, liderado pelo ministro Márcio França. Essa iniciativa foi celebrada pela Associação Brasileira de Franchising (ABF), que, como representante do setor de franquias no país, enxerga nessa ação uma oportunidade para fortalecer o empreendedorismo e impulsionar as micro e pequenas empresas.


Marcelo Chello/Estadão Conteúdo



O Papel do Franchising


O setor de franquias desempenha um papel vital nesse contexto, sendo composto em sua maioria por micro e pequenas empresas. De acordo com dados da ABF, o franchising emprega mais de 1,6 milhão de trabalhadores diretos, abrangendo mais de 191 mil operações e mais de 3.200 redes de franquias. Esse setor não apenas movimenta a economia, mas também se destaca como um grande gerador de empregos no Brasil.


Colaboração da ABF


A ABF, como representante oficial do setor de franquias, expressou sua disposição em colaborar ativamente com o novo ministério. A associação se coloca à disposição do Ministro Márcio França e sua equipe, oferecendo ideias e sugestões para contribuir com a implementação de políticas públicas que impulsionem o empreendedorismo e beneficiem as micro e pequenas empresas.


Expectativas e Iniciativas


A expectativa da ABF é que o Ministério do Empreendedorismo promova iniciativas que aprimorem o ambiente de negócios no país. Entre as propostas estão o favorecimento ao acesso a crédito com juros reduzidos, a redução da burocracia, o aprimoramento do treinamento e da capacitação dos trabalhadores no setor de franquias. Essas ações visam criar um ambiente propício ao crescimento e fortalecimento das micro e pequenas empresas, impulsionando a economia brasileira.



A criação do Ministério do Empreendedorismo é um marco significativo para o setor de franquias e as micro e pequenas empresas no Brasil. Com a colaboração ativa da ABF, espera-se que essa iniciativa resulte em políticas públicas eficazes, proporcionando um ambiente de negócios favorável ao crescimento sustentável, à geração de empregos e ao fortalecimento do empreendedorismo no país.

bottom of page